Posts com Tag ‘Paz’

dente-de-lec3a3o-thumb-600x357-271471

 

Há mais ou menos dois meses atrás um fato inusitado aconteceu comigo, onde pude ter um momento de reflexão acerca da vida e relembrar o quanto ela é frágil, passageira e imprevisível.

Aconteceu em um sábado à tarde. Minha prima que morava praticamente na frente da minha casa estava para se casar em poucas horas e um ar de festa, de alegria e muita paz pairava sobre aquela casa, porém em minha casa o clima não estava tão alegre, embora estávamos felizes pelo casório também estávamos tristes, pois o irmão da minha mãe um tio muito querido por mim e por toda nossa família estava já há algum tempo em coma induzido na UTI devido a uma sequência de 7 AVC’s que ele havia tido (Hoje enquanto posto esse texto ele já se encontra fora de risco e em processo de recuperação em sua casa, graças ao Eterno), os médicos  diagnosticavam uma morte eminente e já nos tinham  dado o recado de que era para a família se preparar para o pior, com isso o que imperava em casa era o silêncio, um contraste entre a fé e a racionalidade, entre esperança e desespero, entre o que seria a vontade de Deus e a nossa vontade; apenas um silencio em meio a espera pelo veredicto de Deus… (mais…)

Anúncios

 

Hoje não quero apresentar um pregador a vocês e sim mostrar uma mensagem que há um pouco mais de 3 anos atrás eu ouvia muito, e a ouvia e sentia uma paz imensurável em um tempo de plena adversidade, essa mensagem têm um certo “gosto” de nostalgia devido a sua importância nesse tempo. Eu escrevi a baixo o finalzinho da mensagem, mas espero que vocês ouçam tudo pra compreenderem melhor e tirarem algo proveitoso para vida de vocês…

 

“[…] A vida inteira ele vai ter que aprender a em cada estação da vida dele dizer de novo; “nesta nova estação o Senhor é o meu Pastor. O problema sempre sou eu, o Pastor não muda eu é que mudo, eu é que desconfio, eu é que não me entrego, eu é que não bebo, eu é que escolho o caminho, eu é que subverto a vereda, eu é que me auto engano, eu é que me assusto com os inimigos ao invés de beber o vinho, eu é que entro em panico com a síndrome do panico das sombras do vale da morte e não vejo que ele esta comigo, os cenários vão mudar, só quem  não vai mudar é o Pastor, vai mudar muitas vezes o cenário e pode ser que chegue o momento que você olha pra trás e diga; puxa é por isso que a gente conta com  graça as nossas desgraças de muito tempo a trás.”

 

Pensando Alto #2

Publicado: abril 15, 2013 em Pensando Alto
Tags:, ,


Como é bom lembrar de tempos passados e poder sentir alegria, que mesmo em meio a  tantas “aventuras” perigosas você continuou de pé e com elas aprendeu a absorver o que é bom e a rejeitar aquilo que é mau. É engraçado porque hoje coisas que faziam sentir medo, tristeza ou ate mesmo aversão a mim mesmo, me veem a memória como flashes de momentos bons, é quase paradoxal! Mais é verdade e devido à intensidade de tantos momentos vividos mesmo em pouco tempo de vida com muitas perdas e ganhos, pude aprender a escolher e a me responsabilizar por essas escolhas, pude conhecer o preço das coisas e o mais importante o valor que elas têm, aprendi e tenho aprendido, pois a vida ainda não chegou ao fim e muitas outras “aventuras” ainda virão. Lembro-me de alguns anos atrás, em outra fase onde me ensinaram coisas que tinham aparência de sabedoria, tinham uma aparência de ser algo honroso, (mais…)