Posts com Tag ‘Arrogância’

arrogante-317175-1

Quando o assunto se trata de boas obras praticadas pelos cristãos mais cedo ou mais tarde nós com certeza iremos nos deparar com um mal que toma conta de muitos corações, a arrogância, mas para uma ideia melhor do que significa arrogância, lembre-se de alguns de seus sinônimos que são: soberba, altivez, orgulho, presunção, vangloria entre outros.

O cristão tem um padrão de vida a ser seguido, são obras que foram preparadas pra que eles andem nelas antes da fundação do mundo (Ef 1:4), estas são ditadas por Deus e conhecidas através das Sagradas Escrituras, esse padrão de vida se torna uma meta para aqueles que tiveram o coração regenerado e estão gratos pelo Senhor ter provido graça em suas vidas e que a partir desse momento de conversão passam a praticar obras de justiça, testemunhando a respeito da obra de Jesus, e possuem um comportamento agradável a Deus e que glorifica a Ele, porém é ai que muitos se equivocam no decorrer da caminhada, pois deixam de viver a vida piedosa por amor a Deus e passam a se esforçar em “alcançar o favor de Deus através de seus atos de justiça”, através do mérito próprio, isto é algo terrivelmente perigoso, pois incha o coração daqueles que estão envoltos por esse pensamento e com o passar do tempo começam a atribuir a salvação de suas almas as próprias virtudes e obras, pecando por desmerecer, diminuir, desprezar, ignorar e negligenciar toda a obra salvífica de Cristo Jesus.

Observando a comunidade cristã que já me rodeou e a que me rodeia atualmente pude identificar duas formas mais nítidas de manifestações da arrogância, a primeira é pela vida de “santificação” e a segunda é por meio do “intelecto”.

A arrogância pela suposta “santificação” vem daqueles que acreditam que quanto mais eles dizem não ao pecado mais Deus ira gostar deles e assim sucessivamente Deus ficara “devendo” alguma benção pelo bom comportamento, pessoas que agem assim acabam por usar frases do tipo: “eu pago o preço”, “eu oro e acontece”, “eu jejuo tantas vezes por semana” e acabam gritando aos sete ventos todas as coisas que fazem e não aceitam nenhuma pessoa que esteja vivendo fora dos usos e costumes de suas denominações alegando possuir a maneira correta de agradar a Deus.

Por outro lado a arrogância “intelectual” vem daqueles que gastam muito tempo estudando a bíblia, assim, menosprezam os menos instruídos e não conseguem acompanha-los em suas limitações e geralmente essa classe de pessoas começam por defender o evangelho, mas pelo desgosto de ver tantas heresias sendo propagadas eles se endurecem e não conseguem mais sentir amor por mais ninguém, fechando-se em seus mundinhos particulares e quase que agredindo outros que ainda não obtiveram iluminação para uma melhor compreensão das Escrituras e acabam exaltando o próprio conhecimento. (mais…)

Anúncios

“Em primeiro lugar, há a ortodoxia arrogante. Podemos estar certos em nossa doutrina e ao mesmo tempo ser rudes e antipáticos, presunçosos e desrespeitosos em nossas palavras e atitudes.

Se alguém pensa que a ortodoxia arrogante não existe, essa pessoa nunca leu certos comentários de alguns blogs cristãos. Um dos erros frequentemente cometidos por nós cristãos é que aprendemos a repreender como Jesus, mas não a amar como Jesus. Às vezes se tem a impressão de que quase todos os que se importam com a doutrina são rudes e severos. Infelizmente, a ortodoxia arrogante é a caricatura que muitas pessoas de nossa cultura têm de qualquer cristão com convicções bíblicas definidas e defendidas com firmeza.

Outras opção popular é a heterodoxia humilde. A heterodoxia é um desvio da ortodoxia. Por isso, o heterodoxo humilde é aquele que abandona algumas das crenças cristãs históricas, mas é uma pessoa muito legal, alguém com quem você gostaria de tomar um café.

Essa é a pessoa que não ousa ofender descrentes ou a cultura em geral e, em nome da inclusão, da gentileza e de uma mentalidade aberta, aprece aceitar praticamente qualquer ensino. Essa abordagem evita conflitos. Superficialmente parece ser bem cheia de graça e até compassiva. Todavia, será que é fiel? Uma música escrita por Steve Taylor diz o seguinte: “You are so open-minded that your brain leaked out” [Você tem a mente tão aberta que o seu cérebro vazou]. Bem, alguns de nós desejam tanto parecer humildes, que toda nossa fidelidade bíblica acaba vazando.

Assim, quando penso na ortodoxia arrogante, tenho de perguntar: será que a boa doutrina nos leva necessariamente a ser contestadores e arrogantes?

E, quando penso na heterodoxia humilde, minha pergunta é: humildade, bondade e envolvimento com a cultura que nos cerca precisam diluir nossas convicções?

Creio que a resposta para ambas as perguntas é: não. Podemos – e devemos – adotar uma ortodoxia humilde.

Ortodoxia Humilde: Devemos nos importar profundamente com a verdade e também devemos defender e compartilhar essa verdade de forma compassiva e humilde.”

wpid-wp-1405041167011.jpeg

Referência Bibliográfica:

HARRIS, Joshua. Ortodoxia humilde: defendendo as verdades bíblicas sem ferir as pessoas. São Paulo: Vida Nova, 2013. p 21 – 24.