Fragmentado

Publicado: agosto 22, 2017 em Poesia

Fragmentado

Fragmentos de vários pensamentos se unem;
Modificam o passado e dão perspectivas para o futuro.
Na memória há alegria e há dor e a lembrança?
O que é verdadeiro?
O que é falso?
O que é imaginação?
O que é interpretação?
Quem viu? Quem sentiu?
Quem entende? Vai saber…

Quem pode confiar na memória?
A própria mente guarda aquilo que não se escolhe guardar,
Consciente ou não, entendendo ou não…

Na memória encontram-se fragmentos
Peças aleatórias que se unem e montam um cenário.
Qual será a imagem final?
Onde se chegará no final de tudo?
Não sei, não posso saber, afinal
Fragmentos não são inteiros
São pedaços de algo que já foi,
São peças do ontem que montam quem somos hoje
Fragmentos de um Ser…
Um devir, um vir a ser…

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s