Pensando Alto #11 – Um Quase Poema de um Ser Sem Contexto

Publicado: julho 4, 2015 em Pensando Alto
Tags:,

Um Quase Poema de um Ser Sem Contexto

Em meio a tantos textos ele se percebeu sem contexto.
Quando conseguia ler ele compreendia mais sobre si e quando ele não conseguia ler ele conscientizava-se de si, refletia sobre si e estranhamente descobria muito mais de si.

Diante dos muitos textos ele se sentiu nos corredores de um labirinto, virando pra direita, pra esquerda, subindo e descendo degraus parecia não saber onde estava, pois até as portas que foram encontradas para o desconhecido levava.

Seu contexto começou a gritar; lhe afirmando que distante do texto ditado ele estava, pois suas vogais, suas consoantes, suas silabas, suas palavras, suas orações nada se encaixava, nada condizia, contudo em meio a tudo isso mais de si mesmo ele desvendava.

Até que então um dia se espantou quando resolveu analisar a fundo o texto que o rodeava e que não tinha conseguido SER parte, então levado a pensar e divagando pela memória identificou que em toda sua história ele nunca tinha conseguido SER parte de um texto, pois seu contexto era outro, seu contexto ia além do posto, sem margens para o limitar era somente pelo diferente que conseguia andar, logo reconheceu SER sem contexto, seu SER não tinha contexto…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s