O Bezerro de Ouro: Uma História que se Repete

Publicado: novembro 12, 2014 em Vida Cristã
Tags:, ,

Algo que aconteceu há alguns milênios atrás e que ainda se repete até hoje foi o caso de Êxodo 32:1-10:

 1 Mas, vendo o povo que Moisés tardava em descer do monte, acercou-se de Arão e lhe disse: Levanta-te, faze-nos deuses que vão adiante de nós; pois, quanto a este Moisés, o homem que nos tirou do Egito, não sabemos o que lhe terá sucedido.
2 Disse-lhes Arão: Tirai as argolas de ouro das orelhas de vossas mulheres, vossos filhos e vossas filhas e trazei-mas.
3 Então, todo o povo tirou das orelhas as argolas e as trouxe a Arão.
4 Este, recebendo-as das suas mãos, trabalhou o ouro com buril e fez dele um bezerro fundido. Então, disseram: São estes, ó Israel, os teus deuses, que te tiraram da terra do Egito.
5 Arão, vendo isso, edificou um altar diante dele e, apregoando, disse: Amanhã, será festa ao SENHOR.
6 No dia seguinte, madrugaram, e ofereceram holocaustos, e trouxeram ofertas pacíficas; e o povo assentou-se para comer e beber e levantou-se para divertir-se.
7 Então, disse o SENHOR a Moisés: Vai, desce; porque o teu povo, que fizeste sair do Egito, se corrompeu
8 e depressa se desviou do caminho que lhe havia eu ordenado; fez para si um bezerro fundido, e o adorou, e lhe sacrificou, e diz: São estes, ó Israel, os teus deuses, que te tiraram da terra do Egito.
9 Disse mais o SENHOR a Moisés: Tenho visto este povo, e eis que é povo de dura cerviz.
10 Agora, pois, deixa-me, para que se acenda contra eles o meu furor, e eu os consuma; e de ti farei uma grande nação.

Nesta passagem podemos comtemplar o quão facilmente o povo de Israel (povo de Deus) abriu mão de Deus e das leis já dadas oralmente nos capítulos anteriores, e em um curto espaço de tempo onde Moisés estava ausente no monte recebendo a lei de forma escrita abandonaram a Deus.

A “massa”, o povo que vivera como escravos sendo humilhados pelos egípcios e que saíram dessas terras debaixo da mão forte de Deus vivenciando milagres nunca antes registrados na história, e sem terem tido nenhuma atitude “agradável” a Deus, para que Deus assim fizesse pelo mérito deles, ou por alguma boa ação, mas eles saíram da terra do Egito única e exclusivamente por um ato de graça da parte de Deus que os resgatou.

Pois bem, olhando por este prisma nota-se o quão facilmente o povo se desviou do caminho correto (Êx: 32:8) após ter iniciado a sua “caminhada na fé”, eles “criaram” o próprio Deus, da maneira que lhes agradassem deixando de lado toda a instrução que já tinham recebido. E quando observamos as pessoas de nossos dias que iniciam “a caminhada na fé cristã”  nos deparamos com este mesmo problema, pessoas que pegam os velhos hábitos que não morreram e os “amoldam” a Deus, deixando Deus mais atraente, mais agradável, fazendo um “deus” que agirá de maneira que “eu” goste e concorde e que dará tudo o lhe for pedido, sem mencionar os muitos pecados que poderão ser tolerados por esse “deus amoldado a mim”, negligenciando todas as instruções  dadas por Deus e registradas na bíblia.

Hoje denominações que se dizem evangélicas propagam um “deus” que não é o Deus verdadeiro, mas apenas um bezerro de ouro.

Minha oração é que através desta curta reflexão você possa analisar a si mesmo e identificar qual é o “deus” que você adora, se é o Deus Todo Poderoso que nos deixou uma forma correta para viver ou se seu “deus” é um bezerro de ouro, que na verdade disfarça apenas as suas próprias vontades e pecados?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s